Marketing, marca e branding

Marketing, marca e branding

novembro 17th, 2015 Gestão No Comment yet

A experiência de marketing tem sido cada vez mais visitada por inovação, tendência e novos termos para conceitos já tradicionais. Vão além dos 4 Ps, que são invadidos por novos caminhos e ferramentas cada vez mais eficazes quando falamosde retorno de resultados comprovados pelos objetivos traçados.

Produto, valores e logística de distribuição versus mercado são features que cada vez mais saem da caixa da empresa e seus gestores. Mas é na comunicação, forte pilar deste cenário,  que a operação encontra os maiores desafios. Ou seja, o que já foi traduzido com P de Promoção, mudamos para C de Comunicação, hoje uma esteira de várias atividades e ferramentas. Seja a publicidade, assessoria de imprensa, as relações públicas e as inovações tecnológicas nos discursos midiáticos, o mais importante é criar um panorama do negócio, efetivo financeiramente e percebido pelos stakeholders.

Um plano de marketing que começa com 33% de um briefing do cliente, 33% da análise situacional do mercado e 33% de expertise dos profissionais. Poderíamos desprezar este 1% que faltou, mas ele é justamente aquele da “inspiração”, que se referia Thomas Alva Edison em 1925 para falar de talento.

Este é o diferencial neste cenário o talento.

Muita coisa mudou no cenário mercadológico mundial, na industrialização dos produtos e ou no oferecimento de serviços, mas nada mudou mais que a valorização da marca, do branding, hoje responsável por em média 60% do valor de uma empresa.

É um sentimento visceral que uma pessoa tem sobre um produto, um serviço ou uma organização.

Branding é um modelo de gestão e um processo de construção da marca junto a seus públicos estratégicos. Visa o estabelecimento da conexão emocional entre ela e esses públicos agregando valor ao negócio.

Resumindo. O que era institucional da empresa virou valor de marca. E só profissionais capazes de com um plano de marketing equilibrado possa através desta comunicação de valores organizar como as empresas serão reconhecidas, consumidas, esquecidas, amadas ou evitadas.

Wagner Luiz Santos, publicitário e professor de comunicação na Universidade de Ribeirão Preto

Tags: , , ,

The comments are closed.

Pesquisar

Categorias